Arquivo da tag: Minas Gerais

É Cume! Cumbre! Summit! Pico! Cresta! Ridge…!

Não é sobre chegar no topo do mundo
E saber que venceu
É sobre escalar e sentir
Que o caminho te fortaleceu (Trem Bala, Ana Vilela)

Monte Olimpo, 1539m, Conjunto Marumbi na Serra do Mar. Paraná Brasil. Jean Felipe Lopes, Jean Marie Polli e Maurício Marcos.
Monte Olimpo, 1539m, Conjunto Marumbi na Serra do Mar. Morretes Paraná Brasil. Onde Iniciou-se o montanhismo brasileiro. Jean Felipe Lopes, Jean Marie Polli e Maurício Marcos.
Pico da Bandeira, 2791,32m, Terceira Montanha mais alta do Brasil. Parque Nacional do Caparaó. Minas Gerais e Espírito Santo, Brasil. Jean Felipe Lopes, Jean Marie Polli.
Pico da Bandeira, 2891,32m, Terceira Montanha mais alta do Brasil. Parque Nacional do Caparaó. Ponto Culminante de Minas Gerais e Espírito Santo, Brasil. Jean Felipe Lopes, Jean Marie Polli.

Continue lendo É Cume! Cumbre! Summit! Pico! Cresta! Ridge…!

ROTA FOTOGRÁFICA – Trilha da Pedra Sapo à Pedra do Cume da Serra do Lopo na Mantiqueira – Extrema MG

Por: www.grafismorupestre.com

I think that maybe we do not climb a mountain because it is there. We climb because we are here. (Jon Carrol)

Para atingir a Pedra do Cume o ponto mais alto da Serra do Lopo (1.700 m de altitude) siga abaixo a rota fotográfica comentada, para outras informações sobre a trilha e mapas veja o artigo: Pedra do Cume da Serra do Lopo na Mantiqueira através da Trilha da Pedra Sapo – Extrema MG

Atenção: Apesar de descrevermos o melhor possível as rotas, não nos responsabilizamos pelas informações prestadas! Se for a sua primeira ascensão à Pedra do Cume, seja prudente e contrate um guia local.

1 Mirante da Caixa (Clique nas fotos para ampliá-las.)

Placa indicativa do início da Trilha da Pedra Sapo ao lado do Mirante da Caixa Dágua. Observação a árvore seca não existe mais!
Placa indicativa do início da Trilha da Pedra Sapo ao lado do Mirante da Caixa Dágua. Observação a árvore seca não existe mais!

Continue lendo ROTA FOTOGRÁFICA – Trilha da Pedra Sapo à Pedra do Cume da Serra do Lopo na Mantiqueira – Extrema MG

Pedra do Cume da Serra do Lopo na Mantiqueira através da Trilha da Pedra Sapo – Extrema MG

Por: grafismorupestre.com

After climbing a great hill, one only finds that there are many more hills to climb. (Nelson Mandela)

A Pedra do Cume, é o ponto mais alto da Serra do Lopo sendo parte do trecho inicial da Serra da Mantiqueira. A região da Mantiqueira impressiona pela diversidade biológica, beleza e oportunidades para a prática do montanhismo no Brasil. O cume da Serra do Lopo possui 1700 m de altitude e está na divisa de Minas Gerais e São Paulo, entre as cidades de Joanópolis e Extrema.

Serra do Lopo inicio da MantiqueiraPedra do Cume na Serra do Lopo – Mantiqueira, vista de Bragança Paulista – SP.

Continue lendo Pedra do Cume da Serra do Lopo na Mantiqueira através da Trilha da Pedra Sapo – Extrema MG

Formas Geométricas no Abrigo da Pedra do Índio

Por: www.grafismorupestre.com

A arte rupestre pré-histórica foi elaborada sobre três temas principais:

– Figuras geomorfas ou figuras geométricas.

– Figuras antropomorfas ou as figuras humanas.

– Figuras zoomorfas ou as figuras de animais.

No caso das figuras geométricas elas podem conter resumidamente segundo PARELLADA (2009) vários tipos de sinais:

Os sinais são representações geométricas, não importando o significado. Existem sinais elementares, como os pontos, traços, barras, e os sinais elaborados, feitos a partir da reunião de um conjunto de sinais simples.“

Na Figura 1, veja a foto do único painel existente no abrigo (cujo contraste foi alterado para melhorar a visualização das imagens) e nas figuras 2 e 3 detalhes de partes do painel.

Figura 1: Desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2011. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 1: Desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2011. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

 Figura 2: Detalhes de dois dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 2: Detalhe de um dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 3: Detalhe de outra parte dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 3: Detalhe de outra parte dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Como podemos observar no desenho da Figura 4, o Abrigo da Pedra do Índio em Extrema (MG) possui representações apenas de figuras com sinais abstratos, os leitores podem conferir que as pinturas rupestres do abrigo podem ser classificadas como geométricas, pois podemos perceber que a maioria é constituída de traços, barras e círculos interligados para formar figuras elaboradas complexas.

Figura 4: Desenhos das formas geométricas encontradas no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais.

Figura 4: Desenhos das formas geométricas encontradas no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais.

Fica a cargo do leitor, imaginar e comentar o que acha que cada figura no desenho acima pode representar, e fazer suposições sobre o que nossos ancestrais realmente estavam representando.

Deixe seu comentário!

Referências

PARELLADA, C.I. Arte Rupestre no Paraná: memória, presença, horizontes. Revista Cient. / FAP, Curitiba, V.4, n.1, p.1-25, 2009.

PEREIRA, M. M. 2007. Filiação das pinturas rupestres do sítio arqueológico da Toca do Índio – Andrelândia, Minas Gerais. São João Del-Rei, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI, CURSO DE HISTÓRIA, Monografia para Bacharelado em História, 57p.

Este material é protegido pelas leis de direitos autorais. Ele não pode ser copiado por qualquer meio para fins comerciais, sem prévia autorização. Se deseja usá-lo para fins acadêmicos, veja como citar este artigo: 

GRAFISMORUPESTRE.COM. Formas Geométricas no Abrigo da Pedra do Índio. Disponível em: www.grafismorupestre.com; Acessado em: xx/xx/xxxx.

Para fotografias:
Nome da fotografia. Fonte: www.grafismorupestre.com.

Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – MG

Por: www.grafismorupestre.com

Para chegar até o início da trilha percorremos cerca de 7 KM por uma boa estrada asfaltada desde o centro da cidade de Extrema durante aproximadamente 20 minutos. A prefeitura marca os pontos turísticos da cidade com placas indicativas. Apesar deste sítio estar localizado em propriedade particular da Fazenda do Matão, é permitida a visitação.

Sitio arqueológico com pinturas rupestres Pedra do Índio Extrema MG Brasil www.grafismorupestre.com

Figura 1 – Placa à beira da estrada indicativa do caminho para o Abrigo da Pedra do Índio, Extrema, Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011.

A caminhada desde a estrada pela trilha íngreme até o cume do morro onde o abrigo está localizado é um tanto quanto penosa, chegou a faltar ar, pois além da subida o caminho estava úmido pela chuva que havia caído e escorregões não faltaram; leva-se em torno de vinte minutos.

Figura 2 – O Abrigo da Pedra do Índio visto do sul, Extrema, Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011. -22.830553 S, -46.36558E.

Figura 2 – O Abrigo da Pedra do Índio visto do sul, Extrema, Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011. -22.830553 S, -46.36558E.

O abrigo é composto por um paredão com uma inclinação aproximada de 45 graus negativos em relação à vertical, com uns dez metros de altura e em torno de vinte metros de extensão, o que proporciona um excelente abrigo.

Localizado, como era comum na pré-história, em ponto estratégico no alto do morro (estimamos 140m de altura em relação ao fundo do vale), de onde os homens que ali habitaram tinham uma visão ampla do imenso vale com extensão em torno de 8 Km, de onde poderiam por exemplo, observar a caça e prováveis inimigos.

Figura 3 – Visão a partir do Abrigo da Pedra do Índio para sudeste, com o imenso vale e Extrema ao Fundo (+- 8 Km em linha reta), Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011.

Figura 3 – Visão a partir do Abrigo da Pedra do Índio para sudeste, com o imenso vale e Extrema ao Fundo (+- 8 Km em linha reta), Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011.

Um local fascinante com visão linda da Serra da Mantiqueira, que vale a pena ser visitado e preservado.

Em um dos próximos “posts” descreveremos as pinturas rupestres que encontram-se neste abrigo. E mais, em outro artigo mostraremos que o vandalismo antrópico (relativo à ação do homem) também está presente neste abrigo.

Veja os decalques e mais informações sobre as pinturas rupestres presentes neste artigo, clicando na categoria Pedra do Índio.

REFERÊNCIAS:

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE TURISMO E CULTURA DE EXTREMA, MG. Pedra do Índio, Extrema,MG.  Disponível em: http://www.extrematur.com.br/atrat_pedraIndio.html; Acessado em: 28/06/2011.

Este material é protegido pelas leis de direitos autorais. Ele não pode ser copiado por qualquer meio para fins comerciais, sem prévia autorização. Se deseja usá-lo para fins acadêmicos, veja como citar este artigo: 

GRAFISMORUPESTRE.COM. Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – MG. Disponível em: www.grafismorupestre.com; Acessado em: xx/xx/xxxx.

Para fotografias:
Nome da fotografia. Fonte: www.grafismorupestre.com.