Arquivos da categoria: Textos

Artigos em formato de Textos do site grafismo rupestre

Abrigos do Rio Pitangui I e II – Ponta Grossa PR

Por: www.grafismorupestre.com

Estes são dois abrigos com pinturas rupestres localizados à margem esquerda do Rio Pitangui em Ponta Grossa no Paraná.

O Abrigo do Rio Pitangui I possui pinturas rupestres nas paredes das rochas a céu aberto, principal motivo para estarem bastante degradadas pela ação do tempo.

Já, o Abrigo do Rio Pitangui II localiza-se em uma pequena lapa no conjunto rochoso acima da estrada, possui apenas uma pequena pintura no teto melhor preservada por estar protegida sob a lapa.

Localização dos abrigos do Rio Pitangui - Abrigo do Rio Pitangui I fica no conjunto rochoso abaixo da estrada. Abrigo do Rio Pitangui II fica acima da estrada.

Figura 1 – Localização dos abrigos do Rio Pitangui – Abrigo do Rio Pitangui I fica no conjunto rochoso abaixo da estrada. Abrigo do Rio Pitangui II fica acima da estrada.

Continue lendo Abrigos do Rio Pitangui I e II – Ponta Grossa PR

TIRU-PURUSHAM: O sagrado criador

Por: www.grafismorupestre.com

E se sua imagem sagrada de criador fosse depredada?

O que mais degrada os sítios arqueológicos na região dos Campos Gerais é a ação humana, e o extremo ao qual o homem moderno pode chegar é tentar registrar sua presença no local através do rabisco com pedras ou de qualquer outra forma sobre as pinturas milenares.

Este tipo de depredação é irreversível pois ataca diretamente a pintura e a tentativa de recuperá-la pode degradá-la ainda mais.

As figuras abaixo mostram com tristeza o que “seres humanos conhecidos como sapiens”, sem a mínima noção da importância histórica das pinturas, fazem ao visitarem os abrigos. Nós queremos acreditar que estas pessoas simplesmente ignoram os fatos por falta de conhecimento e informação.

Com certeza este admirador do Sagrado Criador não tem um estado de espírito elevado, depredando pinturas tão antigas quanto a Cultura Hindu. Abrigo Usina São Jorge – Ponta Grossa - Paraná. Foto: Jean Felipe Goes, 2009.

Figura 1: Com certeza este admirador do Sagrado Criador não tem um estado de espírito elevado, depredando pinturas tão antigas quanto a Cultura Hindu. Abrigo Usina São Jorge – Ponta Grossa – Paraná. Foto: Jean Felipe Goes, 2009. Continue lendo TIRU-PURUSHAM: O sagrado criador

— Mãos ao alto isso é um assalto!

Por: www.grafismorupestre.com

Existiam assaltos já na pré-história?

Os abrigos utilizados pelos homens das cavernas geralmente eram em lugares estratégicos, e o sítio do Abrigo Usina São Jorge está localizado em uma excelente lapa no alto do vale do Rio Pitangui, de onde as pessoas que ali habitaram tinham uma ampla visão de todo o vale e campos por quilômetros de distância. Essas características do abrigo poderiam trazer vantagens, como a localização de caça e a proteção contra inimigos, os quais na linguagem moderna não passariam de ladrões atrás de comida, armas e utensílios. Na Figura 1 mostramos a lapa no pico do morro. E na Figura 2 a vista privilegiada do entorno do abrigo.

O Abrigo Usina São Jorge no alto de um morro do vale do Pitangui – Ponta Grossa - Paraná. Foto: Jean Felipe Goes, 2009.

Figura 1: O Abrigo Usina São Jorge no alto de um morro do vale do Rio Pitangui – Ponta Grossa – Paraná. Foto: Jean Felipe Goes, 2009.

Continue lendo — Mãos ao alto isso é um assalto!

O Cacto Bola

Por: www.grafismorupestre.com

A beleza do relevo, das formações naturais ou dos sítios arqueológicos não são as únicas razões para que tenhamos a consciência e atitude preservacionista destes locais.

Figura 1 – Cacto Bola camuflado pelo capim, trilha do Abrigo Usina São Jorge, Ponta Grossa, Paraná, Brasil. Fotografia: Cristiano Gonçalves, 2009.

Continue lendo O Cacto Bola

Neminem ignorantia legis excusat

A ignorância das leis não é desculpa de ninguém.

Por: www.grafismorupestre.com

Será que as pinturas rupestres estão explicitamente protegidas pela lei brasileira?

Vejamos, na CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL de 1988, especificamente no Título III que descreve a organização do estado brasileiro, Capítulo II está explícito: Continue lendo Neminem ignorantia legis excusat

Oito atitudes civilizadas

Por: www.grafismorupestre.com

Sempre que chegamos em sítios arqueológicos não protegidos encontramos muitas depredações antrópicas como lixo, riscos feitos com pedras, fogueiras e outros materiais.

Para que esses problemas acabem, todas as pessoas devem ter a noção do que essas atitudes causam, no caso das pinturas rupestres destroem a história e o passado da humanidade. Então, sempre que você for em um sítio arqueológico tome cuidado, principalmente traga embora o seu lixo descartando-o em um lugar correto. Continue lendo Oito atitudes civilizadas

A arte rupestre visitada

Por: www.grafismorupestre.com

Como a arte rupestre dos locais que visitamos se insere nas classificações da arte rupestre brasileira?

Tabela 1: Classificação das representações da arte rupestre.

Fonte: Grafismo Rupestre.com, 2010 (Atualizado em 2015).

Continue lendo A arte rupestre visitada

Formas Geométricas no Abrigo da Pedra do Índio

Por: www.grafismorupestre.com

A arte rupestre pré-histórica foi elaborada sobre três temas principais:

– Figuras geomorfas ou figuras geométricas.

– Figuras antropomorfas ou as figuras humanas.

– Figuras zoomorfas ou as figuras de animais.

No caso das figuras geométricas elas podem conter resumidamente segundo PARELLADA (2009) vários tipos de sinais:

Os sinais são representações geométricas, não importando o significado. Existem sinais elementares, como os pontos, traços, barras, e os sinais elaborados, feitos a partir da reunião de um conjunto de sinais simples.“

Na Figura 1, veja a foto do único painel existente no abrigo (cujo contraste foi alterado para melhorar a visualização das imagens) e nas figuras 2 e 3 detalhes de partes do painel.

Figura 1: Desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2011. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 1: Desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2011. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

 Figura 2: Detalhes de dois dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 2: Detalhe de um dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 3: Detalhe de outra parte dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Figura 3: Detalhe de outra parte dos desenhos geométricos no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais. Foto: Jean Marie Polli, 2012. A foto foi modificada para melhorar o contraste.

Como podemos observar no desenho da Figura 4, o Abrigo da Pedra do Índio em Extrema (MG) possui representações apenas de figuras com sinais abstratos, os leitores podem conferir que as pinturas rupestres do abrigo podem ser classificadas como geométricas, pois podemos perceber que a maioria é constituída de traços, barras e círculos interligados para formar figuras elaboradas complexas.

Figura 4: Desenhos das formas geométricas encontradas no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais.

Figura 4: Desenhos das formas geométricas encontradas no Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – Minas Gerais.

Fica a cargo do leitor, imaginar e comentar o que acha que cada figura no desenho acima pode representar, e fazer suposições sobre o que nossos ancestrais realmente estavam representando.

Deixe seu comentário!

Referências

PARELLADA, C.I. Arte Rupestre no Paraná: memória, presença, horizontes. Revista Cient. / FAP, Curitiba, V.4, n.1, p.1-25, 2009.

PEREIRA, M. M. 2007. Filiação das pinturas rupestres do sítio arqueológico da Toca do Índio – Andrelândia, Minas Gerais. São João Del-Rei, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI, CURSO DE HISTÓRIA, Monografia para Bacharelado em História, 57p.

Este material é protegido pelas leis de direitos autorais. Ele não pode ser copiado por qualquer meio para fins comerciais, sem prévia autorização. Se deseja usá-lo para fins acadêmicos, veja como citar este artigo: 

GRAFISMORUPESTRE.COM. Formas Geométricas no Abrigo da Pedra do Índio. Disponível em: www.grafismorupestre.com; Acessado em: xx/xx/xxxx.

Para fotografias:
Nome da fotografia. Fonte: www.grafismorupestre.com.

Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – MG

Por: www.grafismorupestre.com

Para chegar até o início da trilha percorremos cerca de 7 KM por uma boa estrada asfaltada desde o centro da cidade de Extrema durante aproximadamente 20 minutos. A prefeitura marca os pontos turísticos da cidade com placas indicativas. Apesar deste sítio estar localizado em propriedade particular da Fazenda do Matão, é permitida a visitação.

Sitio arqueológico com pinturas rupestres Pedra do Índio Extrema MG Brasil www.grafismorupestre.com

Figura 1 – Placa à beira da estrada indicativa do caminho para o Abrigo da Pedra do Índio, Extrema, Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011.

A caminhada desde a estrada pela trilha íngreme até o cume do morro onde o abrigo está localizado é um tanto quanto penosa, chegou a faltar ar, pois além da subida o caminho estava úmido pela chuva que havia caído e escorregões não faltaram; leva-se em torno de vinte minutos.

Figura 2 – O Abrigo da Pedra do Índio visto do sul, Extrema, Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011. -22.830553 S, -46.36558E.

Figura 2 – O Abrigo da Pedra do Índio visto do sul, Extrema, Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011. -22.830553 S, -46.36558E.

O abrigo é composto por um paredão com uma inclinação aproximada de 45 graus negativos em relação à vertical, com uns dez metros de altura e em torno de vinte metros de extensão, o que proporciona um excelente abrigo.

Localizado, como era comum na pré-história, em ponto estratégico no alto do morro (estimamos 140m de altura em relação ao fundo do vale), de onde os homens que ali habitaram tinham uma visão ampla do imenso vale com extensão em torno de 8 Km, de onde poderiam por exemplo, observar a caça e prováveis inimigos.

Figura 3 – Visão a partir do Abrigo da Pedra do Índio para sudeste, com o imenso vale e Extrema ao Fundo (+- 8 Km em linha reta), Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011.

Figura 3 – Visão a partir do Abrigo da Pedra do Índio para sudeste, com o imenso vale e Extrema ao Fundo (+- 8 Km em linha reta), Minas Gerais, Brasil. Fotografia: Jean Marie Polli, 2011.

Um local fascinante com visão linda da Serra da Mantiqueira, que vale a pena ser visitado e preservado.

Em um dos próximos “posts” descreveremos as pinturas rupestres que encontram-se neste abrigo. E mais, em outro artigo mostraremos que o vandalismo antrópico (relativo à ação do homem) também está presente neste abrigo.

Veja os decalques e mais informações sobre as pinturas rupestres presentes neste artigo, clicando na categoria Pedra do Índio.

REFERÊNCIAS:

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE TURISMO E CULTURA DE EXTREMA, MG. Pedra do Índio, Extrema,MG.  Disponível em: http://www.extrematur.com.br/atrat_pedraIndio.html; Acessado em: 28/06/2011.

Este material é protegido pelas leis de direitos autorais. Ele não pode ser copiado por qualquer meio para fins comerciais, sem prévia autorização. Se deseja usá-lo para fins acadêmicos, veja como citar este artigo: 

GRAFISMORUPESTRE.COM. Abrigo da Pedra do Índio – Extrema – MG. Disponível em: www.grafismorupestre.com; Acessado em: xx/xx/xxxx.

Para fotografias:
Nome da fotografia. Fonte: www.grafismorupestre.com.