ROTA FOTOGRÁFICA – Subida à Pedra da Mina o ponto culminante do estado de São Paulo

Por: www.grafismorupestre.com

I have climbed the highest mountains, I have run through the fields, only to be with you! (U2)

Para atingir a Pedra da Mina, o ponto mais alto do estado de São Paulo e quarto do Brasil com 2798,06 m de altitude, siga abaixo a rota fotográfica comentada. Veja o artigo: Trilha Pedra da Mina o cume do estado de São Paulo via Paiolinho, ele contém  outras informações sobre a trilha como mapas de chegada e dados técnicos.

Atenção: Apesar de descrevermos o melhor possível as rotas, não nos responsabilizamos pelas informações prestadas! Se for a sua primeira ascensão à Pedra da Mina, seja prudente e contrate um guia local.

Clique nas fotos para ampliá-las.

1 Fazenda Serra Fina no Bairro Paiolinho em Passa Quatro – MG

Fazenda Serra Fina - Ponto de partida para a Pedra da Mina pela trilha do Paiolinho.
Fazenda Serra Fina – Ponto de partida para a Pedra da Mina pela trilha do Paiolinho.

A trilha começa no canto à direita da foto, no local não tem qualquer estrutura para acolher os montanhistas, é cobrado R$ 20,00 por carro para estacionar, valor de 2017. A presença é registrada para controle de quem está na trilha, importante é anotar os telefones que existem na placa da fazenda para emergências, muitos pontos da trilha tem sinal de celular.  

2 Placas informativas no início da trilha

Placas com informações importantes de impacto na natureza e mapa macro da trilha.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Placas com informações importantes de impacto na natureza e mapa macro da trilha.

Antes de começar a caminhada leia as instruções e veja o mapa da trilha da Travessia total da Serra Fina, a trilha do Paiolinho que você vai percorrer para a subida até à Pedra da Mina é apenas um braço da trilha da travessia.
No trecho inicial a Trilha do Paiolinho é bem demarcada com leve declives até o primeiro riacho. Fica em meio à mata mais fechada.

Você passará por duas porteiras, mantenha-as fechadas. A trilha vai contornando a serra e dá para visualizar picos por entre a mata. Siga a trilha mais batida nas bifurcações.

Existe nesse caminho um primeiro ponto d’água, um riachinho pequeno que provavelmente não é corrente o ano todo.

3 Segundo Ponto d’água

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Riacho lindo com água cristalina.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Riacho lindo com água cristalina.

Rio pequeno, água azulada e cristalina, logo rio abaixo (lado esquerdo da trilha) tem uma pequena cachoeira e um tanquinho.

Após esse ponto da trilha começa uma subida leve até passar por um terceiro ponto d’água que não passa de um riachinho pequeno, após ele a subida continua leve e constante por entre a mata.

4 Trilha com pedras

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Parte da trilha batida com pedregulhos, cascalho e erosão.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Parte da trilha batida com pedregulhos, cascalho e erosão.

A subida se torna bem mais íngreme, a mata menos densa e a trilha com pedras soltas e erosão. Como possui trechos mais abertos permite visualizar a trilha percorrida e o sul de Minas Gerais além do caminho a percorrer como o topo da “subidão” do Deus me Livre (foto anterior).

5 Acampamento Base BC1

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Local de acampamento no meio do percurso da trilha - BC1
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Local de acampamento no meio do percurso da trilha – BC1

Parada para descanso, meio do caminho onde cabem até umas 5 barracas pequenas. Mesmo ouvindo som de água corrente não se enfie na mata para captar. Logo à frente seguindo uns 20 metros na trilha tem um ponto de captação de água com fácil acesso.

6 Quarto ponto de água durante a subida

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Ponto de coleta d'água logo após o acampamento BC1
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Ponto de coleta d’água logo após o acampamento BC1

Este ponto pode ser considerado o último ponto de coleta dágua antes das subidas pesadas da trilha do Paiolinho, apesar de existirem pontos em meio ao capim elefante à frente que são pontos de água mais suja.

7 Clareira

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Clareira antes do capinzal com visão ampla das serras do sul de Minas.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Clareira antes do capinzal com visão ampla das serras do sul de Minas.

Clareira a mais ou menos 100 m do acampamento base 1 (BC1) à direita da trilha de onde avista-se a parte baixa da trilha e à esquerda podemos ver o Pico dos Três Estados. Já é possível visualizar o pior trecho da trilha (subidão do “Deus Me Livre”).

8 Capinzal

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - capinzal gigante com várias trilhas batidas.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – capinzal gigante com várias trilhas batidas.

Trilha segue através de um trecho que passa por capim elefante, provavelmente um banhado em épocas mais chuvosas. Tem muitas bifurcações mas siga a trilha mais batida sempre em direção à subidão do Deus me Livre. Pode-se captar água no meio do Capim Elefante, mas é muito perto do ponto anterior do acampamento base 1 e a água provavelmente mais suja.

9 Subida “Deus Me Livre”

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Trecho inicial da subida do Deus Me Livre.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Trecho inicial da subida do Deus Me Livre.

Após o fim do trecho de Capim Elefante, inicia-se a subida muito íngreme do “Deus me livre”.  Olhando para trás avista-se a fazenda e das plantações da serra fina. Depois dessa primeira etapa tem uma clareira para descanso num primeiro topo, de onde dá para ver o Pico dos Três Estados.

10 Trepa pedra

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Trecho Trepa Pedras da subida do Deus Me Livre.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Trecho Trepa Pedras da subida do Deus Me Livre.

A segunda etapa do Deus me Livre é o trecho chamado de trepa-pedras, que é uma  subida bem vertical e cansativa.

11 Pico do Deus Me Livre

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Pico do Deus Me Livre com os três próximos morros a percorrer.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Pico do Deus Me Livre com os três próximos morros a percorrer.

No topo do Deus me Livre tem uma clareira para descanso. A trilha segue e passa pela crista de três morros à direita, sendo três trechos de subidas e descidas. Olhando para trás é possível ver Passa Quatro.

Depois de passar pelo terceiro cocuruto você realmente vê o desafio à frente, é o ponto da desistência, realmente enxerga o tamanho da subida da Misericórdia e o pior, a descida do vale que tem que fazer antes de iniciar a subida, é uma sacanagem perder toda essa altitude, para depois subir de novo!  

12 Vale do Bambuzal BC2

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Local de descanso e acampamento no vale do bambuzal.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Local de descanso e acampamento BC2 no vale do bambuzal.

Local descanso no vale antes da subida da Misericórdia para atingir o pico da ASA, pode ser usado como acampamento.

13 Subida da Misericórdia

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - A subida da Misericórdia vista do último cucoruto.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – A subida da Misericórdia vista do último cucoruto.

A “Subida da Misericórdia” até o topo da ASA.

14 Pico da ASA

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Vista da trilha percorrida a partir do Pico da ASA. A maior elevação é o Pico do Deus Me Livre.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Vista da trilha percorrida a partir do Pico da ASA. A maior elevação é o Pico do Deus Me Livre.

Olhando para trás você verá os três morros e o pico do Deus me Livre. Para a frente você tem a primeira vista da Pedra da Mina e à esquerda pode ver o Pico dos três Estados.

15 Cristas na montanha

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Trilha pelas cristas da montanha saído à esquerda do pico da ASA.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Trilha pelas cristas da montanha saído à esquerda do pico da ASA.

A trilha segue à esquerda seguindo para o leste e descendo até atingir um vale com pedras e campos. Continue seguindo os vários totens de pedras com trechos em meio ao capim pelas cristas de pequenos morros.

16 A imponente Pedra da Mina

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Pedra da Mina, vista do Acampamento Base BC3.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Pedra da Mina, vista do Acampamento Base BC3.

Siga até chegar a um ponto de acampamento no pé da Pedra da Mina (BC3) onde cabem uma meia dúzia de barracas, avista-se o rochedo da Pedra da Mina que deve ser subido.

17 Vale do Ruah

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - O lindo Vale do Ruah com o Rio Verde no centro.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – O lindo Vale do Ruah com o Rio Verde no centro.

Logo após o acampamento, à esquerda da trilha (para leste) avistamos o belíssimo Vale do Ruah um lugar magnífico, o vale em maior altitude do Brasil. No centro do vale existe o Rio Verde este é o último ponto d’água levando uns 40 minutos para chegar até ele. A travessia total da Serra fina passa por este vale seguindo o Rio verde na direção esquerda dentro do vale.

18 Acampamento Base 4 (BC4)

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Acampamento Base 4 visto do topo.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Acampamento Base 4 visto do topo.

Suba o rochedo da Pedra da Mina à direita do vale do Ruah, quase no cume, passa-se um valezinho onde é uma área para acampamento, neste ponto cabem mais ou menos 10 barracas. Para chegar ao topo siga os totens de pedra.

19 Acampamento no topo da Pedra da Mina (BC5)

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Acampamento Base 5 no topo.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Acampamento Base 5 no topo.

Área de camping Base 5 no topo da Pedra da Mina. Siga uns 100m acima e enfim você chega ao topo da Pedra da Mina,  2798,06 m de altitude (obviamente que o altímetro do celular não é tão preciso assim!), o ponto mais alto do estado de São Paulo e o quarto mais alto do Brasil.

19 Marco do topo da Pedra da Mina

Trilha do Paiolinho - Pedra da Mina - Marco do Topo.
Trilha do Paiolinho – Pedra da Mina – Marco do Topo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas IBGE.

PARABÉNS, agora é só assinar o livro do cume! (Observação: existe um segundo marco para medições realizadas pela USP (Universidade de São Paulo) no ano de 2000).

Este material é protegido pelas leis de direitos autorais. Ele não pode ser copiado por qualquer meio para fins comerciais, sem prévia autorização. Se deseja usá-lo para fins acadêmicos, veja como citar este artigo: 

GRAFISMORUPESTRE.COM.  ROTA FOTOGRÁFICA - Subida à Pedra da Mina o ponto culminante do estado de São Paulo 
Disponível em: www.grafismorupestre.com; Acessado em: xx/xx/xxxx.

Para fotografias:
Nome da fotografia. Fonte: www.grafismorupestre.com.

Divulgue este artigo nas redes sociais abaixo:

Um comentário sobre “ROTA FOTOGRÁFICA – Subida à Pedra da Mina o ponto culminante do estado de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *